Pit Stop: Quando “PARAR!” é a melhor alternativa.

pitstopokPense numa viagem de automóvel:

Você tem um destino, fez o planejamento que incluiu todo o seu check list e agora está viajando. No meio do caminho, você se vê na necessidade de parar no acostamento, pois alguma coisa ocorreu.

Puxa! Que saco. Logo agora!? E começam os desabafos…

Daí você percebe que é um simples pneu furado, onde a troca se dá sem maiores transtornos.

Ufa! Não era tão grave assim.

Então você prossegue viagem e no meio dela, você se vê indo novamente para o acostamento.

E agora, o que será?

Mexe daqui, mexe dali e nada. Nesta hora você se torna um especialista em automóveis buscando mexer em tudo para resolver o problema que está impedido à tão sonhada viagem. Após um tempo percebe que suas tentativas foram em vão e só resta chamar o reboque ou algum especialista de plantão para resolver o problema. A viagem se torna em lamento e você se vê tendo que mudar os planos até estar pronto novamente para recomeçar a viagem.

Esse tipo de situação pode ocorrer com qualquer um que ponha o carro literalmente “na pista”.

Parar no acostamento pode parecer um fracasso, pois interrompe uma viagem em percurso. É visto muitas vezes como um sinal de decepção, pois o que estava no programa parece ficar pra depois, quando não adiado. Mesmo uma substituição prevista como a troca de um pneu ou até algo mais complexo que dependa de especialistas pode ser visto como armadilha e um devorador de planos.

No entanto, mesmo com os transtornos, é necessário pensar na importância do acostamento, afinal, sem ele os reparos seriam muito mais difíceis, além de colocar outras pessoas em risco.

Agora pense na caminhada da vida, ela não é tão diferente assim:

Por vezes percebemos uma infinidade de situações que podem nos trazer inseguranças, medos e até mesmo um replanejamento no objetivo que traçamos. E qualquer mudança ou alteração do previsto acaba gerando algum tipo de instabilidade ou tensão.

Assim como um carro na pista pode nos fazer parar para “socorrê-lo”, podemos também viver a mesma situação com a nossa vida, onde às vezes o acostamento é a única saída. No entanto, ter uma alternativa de “conserto” quando se está parado é sem dúvida muito mais aconselhável do que fazer em movimento. Afinal, estar em movimento é estar vulnerável. Assim, sugiro que você dê a importância devida e valorize as paradas imprevisíveis da vida, pois através delas você evitará que muitas pessoas também parem com você.

Em sua caminhada existem momentos que só você para; mais ninguém!

Sim! Para porque foi negligente ou porque mesmo com os cuidados, havia outras medidas a serem tomadas que você ignorou. Ou para, porque mesmo diante de todas as previsões, aconteceu algo para que você soubesse que nem tudo pode ser controlado ou mesmo depende de você. E quando não se para, o Senhor mesmo o faz. E feliz é o homem que faz destas paradas oportunidades para um novo e melhor recomeço.

No entanto, busque meios para que as paradas imprevisíveis não se tornem previsíveis por conta da irresponsabilidade assumida.

E uma vez que a vida não pode ficar parada sempre no acostamento, lembre-se de fazer as “manutenções preventivas”, para que o risco de acostamento seja menor.

Quero lhe dar algumas sugestões:

1)       Pratique uma boa atividade física, pois além de condicionar o corpo, prepara a mente para a caminhada;

2)       Faça boas leituras capazes de levar você a outras viagens;

3)       Tenha uma alimentação equilibrada sem exageros que proporcione bem estar e moderação;

4)       Pratique um hobby que te traga satisfação e não apenas “passar o tempo”;

5)       Esteja em locais que despertem outras emoções como ouvir o canto de um pássaro, beber uma água corrente, ou seja, entrar em contato com aquilo que o homem não pode criar;

6)       Cultive novos hábitos de disciplinas espirituais, como a confissão, a introspecção, a confiança e o amor;

7)       Ouça uma boa música que lhe traga recordações importantes da sua vida;

8)       Busque meios de beneficiar pessoas mais próximas, que pela rotina ficam esquecidas, como se estivessem longes;

9)       Ofereça alívio à dor do outro. Quando não puder fazer, apenas viva com ele(a) aquele momento;

10)   Converse abertamente com pelo menos um amigo sem reservas ou pudores. Liberte sua alma e seu coração.

Anúncios

4 Respostas to “Pit Stop: Quando “PARAR!” é a melhor alternativa.”

  1. Muito bom pr. Bruno, gostei muito!

  2. Brenda Santana Says:

    Me fazer chorar não é difícil, mas é necessário tocar meu coração. As suas palavras sempre sabias, tocam o meu ser pela vida que tem. Sábio Bruno, você é um exemplo e alguém que realmente admiro, alguém que com simples gestos e palavras, abençoou a minha vida, o meu relacionamento e minha família. Aprendi que palavras são lindas quando acompanhadas de ação e aprendi isso vendo o seu testemunho e passos. Tem orgulho de dizer que tenho um pastor temente ao Senhor, alguém que prioriza o que realmente tem valor e que nos leva a olhar para os lados, vendo que a vida não é somente o que acontece em nossa volta.
    Vejo Deus através da sua vida! Você trouxe luz e nos mostrou um caminho de vida. Tenho alegria de ser fruto da sua dedicação e cuidado pela obra de Deus. E saiba que o meu maior desejo é a cada dia vencer o meu eu, e colocar em pratica as palavras do nosso Pai e tudo aquilo que aprendi e tenho aprendido com você, e compartilhar desse amor. Saiba que essas palavras, são palavras que estavam ”engasgadas” e que esse texto me fez querer ter a oportunidade de expressar o que eu sinto em relação a você! Que Deus abençoe a nossa viagem! São palavras com muuuito carinho e orgulho! Que Deus te use! Um abraço

  3. Vlw Pastor Braz! Saudades suas..

  4. Nossa brenda você me emocionou.
    Pude sentir seu carinho de uma forma muito especial…
    E essas suas palavras que estavam “engasgadas” agora chegam aqui como refrigério, motivação e esperança.
    Espero continuar sempre perto, independente de qualquer coisa.
    Ver o seu crescimento é algo maravilhoso e louvo a Deus pela sua vida.
    Muito obrigado pelo carinho demonstrado comigo e minha esposa!
    E que Deus nos use! rs.
    Amo você!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: