Qual tem sido o seu fundamento?

fundamento
Lucas 6:46-49

“Por que vocês me chamam ‘Senhor, Senhor’ e não fazem o que eu digo? Eu lhe mostrarei com quem se compara aquele que vem a mim, ouve as minhas palavras e as pratica. É como um homem que, ao construir uma casa, cavou fundo e colocou os alicerces na rocha. Quando veio a inundação, a torrente deu contra aquela casa, mas não a conseguiu abalar, porque estava bem construída. Mas aquele que ouve as minhas palavras e não a pratica, é como um homem que construiu uma casa sobre o chão, sem alicerces. No momento em que a torrente deu contra aquela casa, ela caiu, e a sua destruição foi completa”.

Durante a nossa existência, constantemente nos deparamos com um dilema: Construir algo a partir do que a palavra chama de bom e de bem para a vida e do que possa ser realizado a partir de uma mera conjectura ou até mesmo desejo, mas distante de uma análise mais profunda do que seja palavra de Deus em nós.

Ao nos permitir fazer uma leitura pessoal da nossa vida, chegamos a conclusão que não é fácil tomar decisões que redundam numa compreensão séria do que de Deus fora revelado em nós. Em muitos momentos, as dificuldades de assimilação de sua palavra nos remetem a um estágio de insegurança, desequilíbrio e insensatez. Não raramente – também em virtude desses fatores – tomamos decisões que são frutos de uma tentativa humana de sustentação, mas que de fato não produz alicerce como fundamento para o restante da caminhada cristã no evangelho.

As maiores quedas ocorrem num ambiente que fora estabelecido sem planejamento e sem os recursos necessários.

Quando se tenta construir algo sem as bases de sustentação fixadas Nele, tudo se torna mais difícil e mesmo que essas decepções não venham de modo visível, com certeza um dia ela se manifesta com grande queda.

Sim! Só existe queda porque alguma coisa foi erguida. E como existem duas possibilidades de construção na vida, duas também serão as conseqüências dessas construções.

Uma para a vida e outra para a queda na insignificância do ser!

Existem quedas profundas que ocorrem na alma, mesmo que ainda no chão da existência. Essa via é de quem não se deu a oportunidade de se amadurecer em fé Nele a fim de compreender o que Dele possa vir como base e sustentação para a vida.

Ninguém que possa desejar ter dois senhores como centro da vida é capaz de estabelecê-los, isso porque um necessariamente assumirá o lugar do outro, deixando o outro fora do centro.

Confesso que refletir nesses pontos é fazer uma releitura da minha vida, mas precisamente nesses últimos dois anos.

Não é fácil chegar a conclusão que alguma decisão precisa ser tomada em meio a tantas outras possibilidades. Grandes são as tentações e os desejos no coração que se estabelecem e são as vezes priorizados enquanto caminhamos. Nas conversas, na roda de amigos, nos bate-papos formais ou não, em nosso modo de ver as coisas, pela mídia e por tantos outros meios e motivos que diariamente são postos diante de nós de modo intencional ou não.

Lembro-me das crises e inquietações que brotaram nesses últimos anos em relação a estar aqui, vivendo um novo momento da minha vida. Com elas, aprendi muita coisa e creio terem sido fundamentais para o meu amadurecimento. A questão para se aprender nesses momentos é ter o coração aberto as possibilidades de Deus. Quando o coração se abre em intenção de se compreender o que possa ser revelado como verdade e necessidade de Deus a nós, mesmo em meio às dúvidas existenciais ou falta de discernimento, saiba: Seu coração já está em processo de receber estímulo para a prática da palavra e uma edificação sadia e na rocha.

Procurei deixar meu coração desarmado, a fim de compreender o que seria fundamental para mim, enquanto servo de Deus no propósito de tornar conhecido e se fazer conhecer o Seu nome.

Estou num tempo de edificação pessoal a partir do que Deus me permitiu fincar como base de sustentação na minha vida. Sei que é uma possibilidade de reavaliação pessoal, de eliminar coisas, reter outras e me permitir ser moldado meu caráter a fim de ser cada dia mais afeiçoado pelo modelo de Jesus. Meu desejo é que esta oportunidade aqui na FLAM seja sempre oferecida a Ele com louvor e gratidão.

E você?

O que tens buscado a fim de ser sua sustentação?
Aquilo que produz vida ou insignificância no ser?

Não basta estabelecer isso no coração se o ser não responder para a vida.

“Quem ouve a palavra do Senhor e não as pratica, é como um homem que construiu uma casa sobre o chão, sem alicerces. Quando vem a tempestade, a destruição se dá por completo.”

Aquele que tem ouvidos ouça e responda com sinceridade ao Senhor!

Bruno Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s