Pela causa de ser Dele!

Conversando com um amigo entramos num assunto que no mínimo causa inquietação em quem se é levado pela maioria e angústia naqueles que camuflam, por qualquer que seja o motivo, o que se dizem ser.

Quero pensar sobre isso meditando num versículo que Paulo escreve aos filipenses:

“Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama; se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas”.  

Neste versículo a relação daquilo que seja bom aos olhos de Deus pensar, se completa na maneira como esse “bem” é carregado e manifestado, ou seja, com virtude de excelência e louvor. 

Toda causa, implica numa reflexão e toda reflexão implica num “modus operandi” do pensamento.

Nenhuma causa se constitui séria se ao menos não houver um mínimo de consideração que leve a esta seqüência de atos. Seja ela qual for.

Sei que existem causas até sérias e que possuem um “bem” em sua essência, mas que não é defendida depositando em Jesus o verdadeiro Louvor e a Excelência do que se é feito ou valorizado. São sustentadas pelo simples prazer da identificação ou necessidade de afirmação, valorizando tão somente a causa, deixando que a verdadeira razão de Ser e o alvo daquilo pelo qual se é realizado, venha a ser um mero detalhe, sem testificação aparente. Mudam conforme a causa do momento e jamais valorizam a causa maior de ser quem é.

Mas como é bom defender e ser agente de uma boa causa, sendo ela verdadeira, pura e amável, muito melhor ainda quando se têm motivos para o louvor grato a Deus fazendo-nos reconhecer pela sua misericórdia, que mesmo num mundo caído, temos o privilégio de agir em acordo com o que Deus chama de bom e de bem.

Se fizermos algo nesta direção é porque somos Dele e jamais seremos por fazer alguma coisa.

O que somos nos impulsiona a fazer e nossos atos traduzem isso!

Portanto, se você tem uma boa causa que defende ou se propõe, lembre-se que não basta fazer por fazer, ou simplesmente ser diferente neste mundo indiferente, é necessário reconhecer todo o bem proposto e entregar a Ele todo mérito da questão.

É apenas pela Graça que fazemos, e sendo pela Graça, nos resta apenas devolver como recebemos. De graça! Sem méritos e sem barganhas. Apenas com louvor e gratidão no coração.

Somos apenas cooperadores do evangelho de Cristo!

Ele nos chama para viver as coisas de sobremodo excelentes e que voltam como louvor a Ele.

Seja isso que ocupe o nosso pensamento e desemboquem em atos de gratidão.

Pense nisso!

Bruno Brasil,

Anúncios

1 comentário

  1. Sábias palavras vinda do alto meu irmão! inexplicavel, simples e profunda!
    esse seria o seu simples desabafo que vc tinha me dito antes?? rs
    um forte abraço meu querido!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s